JOSÉ
LARA

1990 — Itaúna
Vive e trabalha em Belo Horizonte

JOSÉ LARA

Atualmente, o artista José Lara vive e trabalha em Belo Horizonte. Nascido em Itaúna, Minas Gerais, se considera um artista visual e pesquisador. Em seu ritmo de trabalho, costuma produzir imagens através de meios múltiplos, como pintura, desenho e fotografia, explorando a plasticidade própria de cada linguagem.

Sua dedicação no trabalho é baseada no processo de transformação da paisagem do Quadrilátero Ferrífero mineiro. Com isso tem se dedicado à investigação teórica em torno do tema.

Processo acadêmico

Atualmente (2020) José Lara dedica ao doutorado do Programa de Pós Graduação em Artes da Escola de Belas Artes da UFMG. Na mesma instituição, graduou-se em Artes Visuais, em 2014, e foi Professor Substituto do Departamento de Artes Plásticas, durante 2017 e 2018.

FIGURAS RECORRENTES

Seguramente, pelas recorrências de formas, manchas e texturas alusivas a paisagens, relevos e pedras, demonstra um interesse primordial em explorar propriedades do desenho e da impressão. Outras figuras e elementos gráficos aparecem eventualmente, em uma espécie de jogo de proposições poéticas entorno dos objetos de estudo.

Neste sentido, podemos ver na série de 28 fotografias, uma seleção de imagens capturadas de cupinzeiros, pedras e erosões em pesquisas de campo. A princípio, serviriam apenas como referências para a produção em monotipia.

Além da participação em diversas mostras coletivas pelo Brasil, já apresentou cinco exposições individuais em museus e instituições de Belo Horizonte.

Resultado de um processo

Ao longo do processo, no entanto, passaram a ganhar autonomia. No contexto do trabalho, as fotos oferecem novas sugestões lúdicas e evidenciam uma obsessão do artista pelas matérias em questão. Nesse sentido, a natureza é percebida através de duas perspectivas distintas, mas que se cruzam impreterivelmente. A plasticidade de sua configuração física é sedutora, sendo inevitável associá-la a questões históricas, culturais ou da memória.

eXPOSIÇÃO Incursões

Apresentando sua nova produção, intitulada como “Incursões”, o artista José Lara participou de uma mostra onde reuniu trabalhos em monotipia, desenho e fotografia digital no Museu Inimá de Paula. A concepção das imagens fundamentou-se, essencialmente, a partir de experiências pessoais em paisagens naturais do interior de Minas Gerais e da Cordilheira dos Andes, assim como a observação curiosa de seus elementos e fenômenos.

Ao todo, foram 49 obras dividas em duas seções: Fotografias e monotipia.

CONHEÇA AS PRINCIPAIS EXPOSIÇÕES DE JOSÉ LARA

 

Pin It on Pinterest

Share This