janelas indiscretas

guto lacaz

02/SET — 07/OUT 2017

 

 

Horário de funcionamento:
Seg a Sex: 10h às 18:30h
Sáb: 10h às 14h

 

 

 

Registro fotográfico: Eduardo Eckenfels

 

 

PERISCÓPIO ARTE CONTEMPORÂNEA APRESENTA EXPOSIÇÃO INÉDITA DE GUTO LACAZ

Artista volta a Belo Horizonte após 14 anos com a exposição “Janelas Indiscretras”

A Galeria de Arte Contemporânea Periscópio apresenta a inédita exposição “Janelas Indiscretas” com o artista Guto Lacaz, dia 2/09, a partir das 11h. Algumas obras foram especialmente construídas para essa exposição em Belo Horizonte, como a obra cinética que nomeia a mostra com quatro sólidos iguais sendo projetados para fora da janela, na torre da galeria. Guto Lacaz explica que é importante desenvolver obras específicas para dialogar com o espaço expositivo. “Quando conheci a galeria, assumi o desafio de construir uma obra que interagisse com a paisagem da cidade de modo a envolver quem passasse próximo a galeria, instigando as pessoas a entrarem na exposição”, conta.  

O artista multimídia, ilustrador, designer, desenhista e cenógrafo tem uma trajetória singular com um repertório de importantes obras no Brasil. A produção de Guto Lacaz transita entre a criação com objetos do cotidiano e a exploração das possibilidades tecnológicas na arte, sempre tratados com humor e ironia A exposição apresenta obras em diversos suportes como gravuras, desenhos, escultura, instalação e performance, inclusive interativas, como a obra “Arte detector”, propiciando toque e interação, prometendo surpreender e fascinar os visitantes. “A galeria me deu oportunidade para expor obras que sempre tive desejo de executar, mas ainda não tinha produzido, como a torre de trens, pensada em 1988 e que, só agora executei, mostrando um movimento entorno de seus anéis. É uma obra linda e exclusiva nesse trabalho”, afirma.  

A exposição ainda apresenta peças reconhecidas, já exibidas em feiras e exposições em São Paulo, como trabalhos óticos com rotores interativos, uma série de serigrafia e uma obra com sprays gigantes, homenagem a Alex Vallauri, o primeiro grafiteiro de São Paulo. Outro grande destaque será a representação da obra “Nu Descendo a Escada”, de Marcel Duchamp (Famosa tela que mostra uma silhueta repetida como se flagrada em movimento), na qual terá uma artista, apresentando uma performance dessa obra.

Segundo o diretor da Galeria Rodrigo Mitre, Guto Lacaz é como um “periscópio” por convidar os visitantes, com muito bom humor, a sair da zona de conforto, do lugar comum e, como poucos artistas brasileiros, apresentar um repertório de obras incríveis. “A obra dele está fortemente ligada à galeria. O nome Periscópio foi tirado de um objeto que o artista Guto Lacaz apresentou na exposição no Arte Cidade em SP, na Década de 90”, conta.

Pin It on Pinterest

Share This