Exposição “Sangue sem voz” – Umberto Costa Barros + “Como ativar os estilhaços da história pela linguagem: re-alfabetização política urgente” – Traplev