Pelo mundo

Acompanhe as

Exposição que apresenta Serra do Cipó através de “Luas, brutos e sóis” termina amanhã
03.08.18

Vista Exposição “Luas, brutos e sóis” – Foto: Alessandra Mitre

Termina amanhã a exposição “Luas, brutos e sóis”, da artista Gisele Camargo, que está aberta ao público desde 16 de junho, na Galeria Periscópio Arte Contemporânea. Através de pinturas e colagens, Gisele nos apresenta paisagens, luas, sóis e brutos, resultados de sua vivência na Serra do Cipó (MG).

Gisele Camargo nasceu no Rio de Janeiro, 1970, graduou-se em Pintura, pela Escola de Belas Artes (UFRJ) e já recebeu diversos prêmios, como o Prêmio Arte Patrimônio pelo Iphan (2013), Prêmio Ibram de Arte Contemporânea (2011) e Prêmio Sim de Artes Visuais (2008). Além disso, já foi indicada ao Prêmio PIPA em 2012, 2013, 2014, 2015 e 2018

Sobre o trabalho da artista em exposição, Felipe Scovino diz o seguinte: “Se pudéssemos colocar suas paisagens lado a lado é impressionante como elas funcionariam  como um travelling,  pensando enquanto linguagem do cinema, de um mundo simultaneamente estranho e familiar. Vemos nessas pinturas sóis, luas, vãos, montanhas, luz, escuridão, mas fundamentalmente movimento. Tudo está em constante rotação – em uma delas, por exemplo, o Sol em cor cinza se põe em um horizonte rosa flutuante – e uma pintura parece ser a continuidade da outra elaborando uma sequência veloz, transitória e coerente.

 São pinturas elaboradas através de uma economia precisa e mínima de gestos que elaboram uma rede potente de significados”.

Ainda dá tempo ver pessoalmente o trabalho da Gisele Camargo, a exposição  continua aberta ao público até amanhã (04), de 10h às 14h, na galeria Periscópio (Av. Álvares Cabral, 534, Lourdes, BH-MG).