Pelo mundo

Acompanhe as

Éder Oliveira recebe o PIPA Voto Popular 2017
18.11.17

Neste sábado, 18 de novembro, o Prêmio PIPA 2017 anunciou o vencedor, escolhido pelo Júri de Premiação 2017, e o artista escolhido pelos visitantes da exposição para receber o PIPA Voto Popular Exposição. O evento foi realizado no MAM-Rio, onde também acontece a Exposição dos Finalistas, em cartaz até o dia 26 de novembro de 2017.

A definição do vencedor aconteceu durante a reunião do Júri de Premiação no MAM-Rio, na qual os membros do Júri de Premiação 2017, Luiz Camillo OsorioFernando CocchiaraleConsuelo Bassanesi, Leda Catunda e Marcelo Campos analisaram os portfólios, carta de intenção, obras apresentadas na exposição do Prêmio PIPA e a relevância do prêmio a ser recebido para a trajetória do artista.  A ponderação desses fatores fica sempre a exclusivo critério dos jurados, podendo inclusive variar a cada ano.

VENCEDOR PIPA VOTO POPULAR EXPOSIÇÃO

O paraense Éder Oliveira, que reproduziu em uma das paredes do MAM-Rio um dos painéis monumentais da série “Arquivamento”, foi o artista mais votado pelo público ao longo da exposição dos finalistas do Prêmio PIPA. Éder recebeu 643 votos de um total de 1.807 durante o período de votação entre 23 de setembro e 05 de novembro, e foi declarado o vencedor do PIPA Voto Popular Exposição. O artista receberá uma doação financeira totalizando R$ 24 mil e doará uma obra para o Instituto PIPA.

Éder Oliveira nasceu em Timboteua (Pará), em 1983. Licenciado em Educação Artística, desenvolve sua produção na relação entre os temas retrato, identidade, marginalização e violência na Amazônia, tendo como fonte primária de pesquisa a observação social e as páginas policiais de jornais impressos em Belém. Trabalha em suportes como óleos, intervenções, site-specific e objetos. Suas exposições individuais recentes foram “Pintura – ou a Fotografia como Violência” (Fundação Clóvis Salgado, Belo Horizonte, 2017; Kunsthalle Lingen, Alemanha, 2016), “Você é a Seta” (Periscópio, Belo Horizonte, 2016) e “Páginas Vermelhas” (Blau Projects, São Paulo, 2015). 

 

Para mais informações, acesse:

Conheça o vencedor do Prêmio PIPA 2017