Pelo mundo

Acompanhe as

Bruno Faria é finalista ao Prêmio de Residência SP-Arte 2019
12.02.19
Artista representado pela Galeria Periscópio concorre a prêmio de residência artística na Delfina Foundation
“Brasília”, por Bruno Faria, SP-Arte 2018

Na última semana (08/02) saiu a lista dos artistas finalistas para o Prêmio de Residência SP-Arte. Bruno Faria, artista representado pela Galeria Periscópio Arte Contemporânea, concorre juntamente com Daniel Lie (Casa Triângulo), Jaime Lauriano (Galeria Leme A/D), Leticia Ramos (Mendes Wood DM), Paul Setúbal (Andrea Rehder Arte Contemporânea) e Virginia de Medeiros (Galeria Nara Roesler).


Sobre a premiação e residência artística

Em sua sétima edição (2019), o Prêmio de Residência SP-Arte oferece a oportunidade para artistas brasileiros através da estadia de três meses na Delfina Foundation, importante organização do gênero sediada em Londres.

O júri, formado por representantes da Delfina e da SP-Arte, escolheram os seis finalistas com base nas pesquisas propostas pelos artistas e a partir de uma avaliação de quais nomes mais se beneficiariam com uma residência internacional neste ponto de suas carreiras.

O vencedor será anunciado no dia 4 de abril, quinta-feira, durante a 15ª edição da SP-Arte. A seleção final será feita a partir das obras desses artistas, que precisam necessariamente estar expostas no evento. A residência acontecerá apenas em 2020, de janeiro a março.

Bruno Faria na SP-Arte 2018

Na última edição da SP-Arte, o artista Bruno Faria apresentou a instalação “Brasília”, que destaca a condição da cidade homônima como ideal de perfeição, utópico e fracassado.

Para ativar essa percepção, Bruno Faria realiza uma operação em que assume o stand da feira de arte, como um stand de feira de automóveis, com seus códigos e identidade visual. Porém, no lugar de um lançamento do mercado automobilístico, o que está em exposição é um exemplar abandonado do antigo carro Brasília da Volkswagen, modelo lançado em 1973, nomeado para homenagear a capital brasileira fundada 13 anos antes.

No stand, um exemplar da extinta Revista Manchete é apresentado simultaneamente, com a propaganda do carro da época de seu lançamento, evidenciando a inatingida ficção traçada pelo estado Brasileiro na década de 1970.

Conheça um pouco mais o artista, aqui.